quinta-feira, 9 de outubro de 2008

PEDRO E A LOBA...

Todos os dias Luzia e a sua cadela, aquele trajeto fazia. Verdadeira mania, pois sua cadela "Maria", gostava de ali passear. Pedro apenas olhava, Luzia passar. Apaixonado por aqueles lindos e grandes olhos azuis, Pedro apenas olhava passar. Em sua fantasia, Pedro amava Luzia de maneira normal, sonhava e queria viver esse amor natural. Mas qual o que, Luzia sequer lhe via, como poderia...Viver esse amor? Uma moça de aparência frágil, Luzia pele branca, magra , boa altura e caminhava compassado, no ritmo acompanhado por sua cachorra "Maria" E Pedro sonhava com o amor de Luzia, mas não imaginava como a teria!? E Pedro escrevia; Oh Luzia minha vida, Luzia da inocência, Luzia de minha paixão...
Uma tarde Luzia, em suas aulas e afazeres, ficou para a noite o retorno, a sua casa na Vila dos Prazer...Em meio a caminhada, sozinha ela estava e seu corpo estremeceu, visto ser apanhado por forte temporal. Não há onde esconder, chuva de vento cortante que qualquer canto ou guardante, não deixa de corpo lamber. Luzia corre de um lado para o outro, sem encontrar um lugar onde seu corpo guardar...Eis que, em um beco escuro vislumbra ao fundo um toldo que um fiapo de luz quer mostrar. Ali espera paciente o resto da chuva passar. Não demora vem correndo no mesmo beco aguardar; Pedro apaixonado, querendo evitar de seu corpo encharcar, esperar a chuva passar...Ali permanecem quietos, o barulho da chuva no toldo é ensurdecedor, abafa outros barulhos, suspiros e pensamentos abaixo dele protetor...Pedro resolve solene, naquele momento quebrar, o gelo até então perene, par com a Deusa falar...E meio gaguejante se arrisca a pronunciar " CHUVA CACETE ?"
De costa Luzia está...Os olhos começam a brilhar, sua pele arrepia-se em milhares de poros a saltar, seu rosto transforma-se e parece mudar...Mas na verdade apenas realça seu olhar, aqueles olhos azuis, parecem agora avermelhar e degrade tom de vermelho e seu olhar lembra ao Pedro o olhar peculiar de LOBA no cio em noite de luar. E ela responde: "- CHUPO SIM!" Ato continuo, Luzia empurra Pedro contra a parede e com apenas um braço, mantém ele preso encostado contra a parede...Com outra mão abre-lhe as calças e deixa escorregar perna abaixo. Pedro apavorado e ao mesmo tempo encantado, não reage apenas mantém-se boquiaberto.
Luzia age com destreza e com firmeza entra em ação e o Pedro coitado assustado e com tesão. As unhas longas da mão direita cravam-se nas nádegas de Pedro, enquanto a esquerda retém seu corpo contra a parede, cravando no peito as marcas da loba em ação. Minutos que viram horas e mistura de dor e tesão, Os olhos de Pedro avermelham seu peito rasgado explode em gozo e emoção. Um grito na noite é ouvido, um grito de loucura e paixão, no beco escuro da Vila, sob um toldo, raio e trovão..
E como todos os dias, naquele...Lá vem Luzia, com sua cadela "Maria" no passeio da mania na mesma direção... E do outro lado da rua com um sorriso idiota, Pedro lembrava da noite de sua submissão. E foi assim que aconteceu, e fim!
BETHO SIDES

Estou com uma pesquisa no B do B I, e agradeceria a visita de vocês e opinião.
para quem não lembra mais o endereço é http://nsides.blog.uol.com.br

34 comentários:

Magui disse...

Fantasias são livres!!!!

Canto da Boca disse...

Fiquei de cá a pensar se a cadela de nome Maria, não tem um parentesco com a outra, a Baleia - cadela que pensava ser gente, posto que era magra e esfomeada, a coitada, como tantas gentes magras doa sertões do Brasil, do livro Vidas Secas, do Graça, que é como eu o chamo, carinhosamente -

Mas o texto é bacana, quantos raios e trovões não devem ter passado no interior da Luzia, para que nessa noite, talvez fugidia, ela agarrasse Pedro, como há muito não fazia... Ou será que já houvera feito um dia?
E pode voltar sim, quantas vezes quiseres, o Canto é nosso, prazer!
Abraço.
;)

Soninha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Mininuuuuuuuuuu du céu, como diz minha avózinha, entra na mente como perfume de frances.. perfeitooo

Bandys disse...

Betho,
voce me deu o primeiro selinho...

então trouxe um pra vc
beijos

selo

paula barros disse...

Querido o estilo hoje está escrito diferente, até rimando está.
Mas uma história de amor.

Vou tentar ir no outro blog. Realmente não é muito meu estilo, mas o problema não é esse, o problema é que não consigo comentar.

beijos

Soninha disse...

Olá Betho...
Em passagem pelo blog do Miguel, me deparei com seu comentário do texto dele e vim até aqui para conhecer seu cantinho...
Gostei de seu texto. O modo poético como vc relatou uma fantasia erótica e o modo platônico do amor de Pedro...
Muito legal. Parabéns!
Muita paz!

Sonia

Anônimo disse...

E era para ser somente uma volta!
Beijos
http://sex-appeal.zip.net

pantanoso boquiaberto disse...

Ah, o boquete, que maravilha de presente, quando é quente, diferente, deixa a gente bem ardente. Boca na glande, ficando bem grande,calmo como o Gandhi, sonhando com a Sandy!

EternaApaixonada disse...

A troca de letras... Aconteceu o inesperado...
Terei cuidado agora ao falar e bem pausadamente... hehehehe
Boa sexta!

Bandys disse...

Ja que voce queria me ver de novo voltei...
rsrsr Voce as vezes diz coisas que tambem nunca esqueço.

Ahh beto coloca nesse blog a pesquisa.
Vou tentar ir la,

em homenagem a minha maozinha mais um selo pra vc
selo
Um beijo e um sorriso, ☺

marcinha disse...

Bela História!!

Bom finalzinho de quinta São Paulino!!!
abs..

Glayce Santos disse...

Uau! Um belo escritor... Comos vocês fazem isso? Parabéns!
Então, obrigada pela visita em meu blog! Se pode voltar. Claro! Ainda mais com um maravilhoso blog deste...
Beijinhos

yehuda disse...

obrigado pela visita e comentário
abraço

Ana Luiza F. disse...

UAU!!!! De novo: UAUUUUUU! A gente lê com gosto. Parabéns Betho. Ahhh, já fui lá deixar minha opinião viu? Bjão.

Jota Effe Esse disse...

Passando para agradecer a visita, li Pedro e a Loba, tá legal, manda outro. Meu abraço.

NAELA disse...

A tua escrita é fantastica! Ler-te é abrir um livro e navegar na profundeza de contos que prendem o nosso olhar!
Beijo terno

Wilson Rezende disse...

Bem legal Betho.

Beatriz disse...

Versos rimados delineando uma história simples, sensível, com traços eróticos, diferente das outras postagens, mas mesmo assim, muito bem contada, com sua versatilidade de escritor que sabe das coisas.

Fica uma estrela no teu sonhar e um beijo no coração.

Rubens da Cunha disse...

olá

obrigado pela visita ao Casa de Paragens, muito legal seu blog, e e o outro. A piada do casal foi ótima :))
abraços

Pedro Ivo disse...

Isso sim é uma verdadeira transa animal! Rs.

Abraços Betho.

Mariana disse...

Bom fim de semana, beijo

vilminha disse...

Betho, eu tinha perdido este endereço, agora ta no link. Gosto muito daqui é mais a minha praia. É a luzia surpreendeu, acho que as vezes todos temos um dia de animal, a diferença é que existem os sistemas individuais de inibições e vivemos em sociedade. Mas confessa aí que nunca fantasiou algo diferente, não mente não heim, que é feio. KKKkk. Beijos. OBS: Li o seu texto do outro blog, mas não abriu pra comentar, não sei qual é o problema com a minha linha, ainda vale comentar? teria que ser por e-mail me envie um e-mail, porque enviei um pra vc e não sei se o endereço estava certo, então aguardo vc me enviar outro: vilmaszts@hotmail.com

Grace Olsson disse...

Betho..nunca fantasiei para nao realizar...
kkkk
beijos e dias felizes
vou lá no outjro cantinho seu,

Vanderson Freizer disse...

Passando para atualizar a leitura dos blogs do Betho e deixar um abraço e votos de um bom fim de semana.

paula barros disse...

Betho, fui no outro blog e não consegui abrir o comentário. arc!

Quanto ao Pedrinho eu sei garoto. E brinco com ele, e ele sabe. Se não soubesse não teria a cara de pau de dizer o que digo.

Eärwen Tulcakelumë disse...

Os pensamentos viajam...gostei da tua história!

Pérolas incandescentes de inspiração, banhadas no rio de lava do meu mundo.

Eärwen

Segredos do Coração disse...

Obrigada pela sua passagem em meu blog,, eu entendo muito bem o que vc disse.
Tomara que sua amiga fique bem para sempre, pois infelizmente esta doença é cíclica....vc pode ficar ótimo por anos a fim, e derepente, em convite, sem aviso, ela volta.
Eu tenho meus filhos, e não existe maior força do que eles para me fazer sair dessa.
Eu escrevi por mim e por todas as pessoas que estão passando por isto.
vim pra responder.
Agora ja me acomodei bem na cadeira e vou ler os seus posts.
Um grande abraço

Segredos do Coração disse...

Menino, como vc escreve bem pra caramba.
De repente uma história de amor"puro"...e aí vem uma pitada
de sensualidade.
Vou ficar por aqui mesmo

Dr. Fácil disse...

Belo texto. Muito bacana. Abraço!

Beti Timm disse...

Betho,

Putz, cara! nunca vi um engano dar tão certo, assim! Caramba é sempre bom ter os ouvidos bem aguçados! Ou não? FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!! Beijos arteiros.

Príncipe Tito disse...

Mas que é muita sorte é....

Biia (: disse...

Oiiiiiiiiiii nossa fiquei em duvida se isso aconteceu msm ou nãão kkkkkkkkkkkk

Ameii aki ^^

Desculpas por ter sumido assim ;/ mais ja to de voltaa õ/


Beeeeeeeeeeeeeijoss ;*

Landinho disse...

As palavras mal ouvidas nos causam grandes surpresas.